Como harmonizar o Arroz de Pato com tintos do Douro?

Harmonizando o Arroz de Pato com tintos do Douro!

Neste post queremos compartilhar com você uma receita especial de Arroz de Pato, além de te indicar dois tintos do Douro para harmonizar com esse prato! E como sempre gostamos de fazer por aqui, vamos falar um pouco sobre a região onde são feitos esses vinhos e também dissecar o porque deste prato de origem portuguesa combinar tão bem com vinhos tintos!

Vamos começar uma nova leva de posts especiais indicando e apresentando algumas receitas e iguarias portuguesas, contando alguns detalhes interessantes sobre sua história e a ligação delas com o mundo dos vinhos.

Um pouquinho sobre a região do Douro

vinhedos douro portugal
Douro

O Douro é uma das mais antigas e importantes regiões vitivinícolas do mundo. Enquanto isso o rio Douro, que por mais incrível que pareça não é um rio de origem portuguesa, pois nasce em Ribera del Duero na Espanha, empresta seu nome à essa região. Não à toa as lindas paisagens dessa zona de produção, cobertas de vinhedos, sempre são banhadas por ele.

Um curiosidade sobre a região é que ela é protegida, desde 2001, pela Unesco como Patrimônio Mundial da Humanidade. Muito legal, não é mesmo?

Já o clima no Douro é sempre muito intenso, normalmente os invernos são bem rigorosos enquanto os verões são extremamente quentes. Inclusive, por conta dessas condições climáticas mais severas, fica muito difícil produzir vinhos com uvas mais delicadas ou que não se adaptam muito bem ao calor. Até por conta disso é comum vermos as uvas de casca mais grossa, que fazem vinhos mais encorpados e com teor alcoólico maior, formarem a base da produção no Douro.

As uvas de maior destaque por lá são a Tinta Roriz – que entre outro nomes, é bastante conhecida como Tempranillo e Aragonez –  e a Touriga Nacional. Vale destacar também as uvas Touriga Franca, Tinta Barroca e a Tinto Cão.

Quanto ao solo da região, é possível dizer que ele é formado por um misto entre o granito e o xisto. Ou seja, o solo é bem pedregoso, não tão rico em nutrientes, mas que produz uvas que se adaptam bem a esta geografia singular. Até por isso saem de lá vinhos brancos e tintos bastante intensos, que acompanham facilmente a variada gastronomia da região.

 

O Arroz de Pato figura entre as receitas mais importantes da gastronomia Portuguesa!

prato arroz pato
Arroz de Pato à Portuguesa

Apesar de ser complicado traçar com exatidão em qual momento da história portuguesa que essa receita foi inventada, é possível dizer que ela tem sua origem no Seminário de Braga, o mais antigo do país. Essa é uma receita relativamente simples e até por isso é fácil encontrar diferentes formas de como executa-la, dependendo da parte de Portugal em que você esteja. No entanto a parte principal dessa preparação, que consiste em cozinhar o arroz no próprio caldo do cozimento do pato, quase não muda nessas diferentes versões.

Esse é um receita que obviamente tem no pato seu principal protagonista, mas que demanda muita atenção aos demais ingredientes na hora da harmonização. Esse é um prato bastante saboroso e gorduroso, por conta do caldo intenso resultante da cocção do pato. Ele também conta com algum embutido junto, normalmente uma linguiça portuguesa ou até mesmo o paio, e no final ainda pode ser levado ao forno para conquistar aquela textura crocante e tostadinha.

Por isso na hora de pensar na combinação entre o Arroz de Pato e o vinho, fica um pouco mais fácil partir para os tintos, que sejam mais potentes e saborosos, e que também tenham uma boa acidez. E isso nós conseguimos encontrar nos vinhos da região do Douro e em especial nos grandes vinhos elaborados pela Casa Ferreirinha.

 

garrafa vinho vinha grande
Vinha Grande

Mas com qual vinho do Douro eu devo harmonizar o Arroz de Pato?

Como uma primeira sugestão, podemos ir em um dos vinhos mais conhecidos da Casa Ferreirinha e do Douro, o Vinha Grande. Ele não só foi o segundo vinho a ser produzido por Fernando Nicolau de Almeida, logo após o Barca Velha, mas também possui uma ligação muito grande com a elegância do seu antecessor. Afinal, consegue unir com harmonia sabores frutados, florais e tostados, com taninos presentes e uma acidez típica dos grandes vinhos da vinícola, que vão escoltar muito bem a intensidade de sabores e a gordura presentes neste prato.

Por fim, como uma segunda sugestão, indicamos um dos vinhos de alta gama produzido pela Casa Ferreirinha, que é o Callabriga. Esse vinho leva o nome de um pequeno vilarejo de origens romanas que inspira a produção de um tinto com perfil mais contemporâneo, intenso e elegante, ao mesmo tempo que reflete toda a versatilidade que a região do Douro pode oferecer.

De todo o jeito, acreditamos que vale a pena você testar com os dois vinhos e depois nos dizer com qual curtiu mais!

 

Texto: Bruno Cauchioli

Receita de Arroz de Pato à Portuguesa

Autor: Restaurante Quinta do Marquês – Chef Manuel de Jesus Gonçalves

Ingredientes
– 1 unidade de pato pequeno
– 500 gramas de arroz
– 1 cebola`
– 3 colheres de sopa de azeite extravirgem
– 1 linguiça portuguesa
– Bacon
– Salsinha
– sal

Preparo
1. Colocar em uma panela grande água e pimenta do reino moída a gosto. Cozinhar o pato nesta água até a carne começar a soltar da carcaça. Retire o pato da panela e reserve o caldo.
2. Desfie o pato, tirando a pele e os ossos.
3. Leve uma panela ao fogo com o azeite, a linguiça portuguesa, o bacon cortado em cubos e a cebola. Deixar refogar bem.
4. Adicione o caldo da cozedura do pato e deixe reduzir um pouco.
5. Adicione o arroz e o pato (ao mesmo tempo). Deixe cozinhar até o arroz ficar ‘al dente’. Verifique o sal e adicione, caso seja necessário.
6. Polvilhe com salsinha picada e sirva em seguida.
7. Se preferir, pode levar ao forno para gratinar com a gema de um ovo e rodelas de linguiça portuguesa por 3 minutos.

Leia no nosso blog

Atenção

Prazer, somos a Zahil.
Por favor confirme se você
tem mais de 18 anos.